CÔME DE BOUCHONY/ INTERVIEW



—Fala-nos um pouco sobre o teu Background — O que estudas-te e qual o caminho que te levou a fazer o que fazes agora?
Eu estudei design gráfico em Paris e Roterdão. Mas para além disso, acho que o que contou mais foi o ambiente artístico em que eu cresci. A minha mãe publica e o meu pai é pintor. Agora sou um director criativo e o meu irmão um productor musical/dj. “Quem sai aos seus não degenera!”

—Tell us a little about your background – what did you study and what path led you to what you’re doing now?
I studied graphic design in Paris and Rotterdam. But more than this, i think what really counted is the artistic environment I grew up in . My mother is a publisher and my father is a painter. I am now an art director and my brother a music producer/dj. The apple doesn’t fall far from the tree!

 

—Nós adoramos o teu novo web-site. Qual foi a principal ideia por detrás do projecto?
Obrigado! Eu quis que fosse simples, com imagens grandes! Apenas isso! Eu deparei que a maioria das pessoas são preguiçosas ou que estão sempre com pressa, e devido a isso, criei a Quicktour.

—We love your new website. What is the main idea behind it?
Thanks ! I wanted it to be simple, with large pictures! that’s it! I also realized most people where lazy or always in a hurry, that’s why I made the Quicktour page.

 

—Como é que descreves o teu estilo gráfico? Como é que este estilo se desenvolveu ao longo do tempo?
Pergunta difícil! A tipografia é essencial no meu trabalho. Acho que o que eu mais temo é ter um estilo “marca registada”. O que eu mais admiro é quando algo peculiar emerge de um corpo variado de trabalho.
Recentemente, deparei com uma citação de Martin Kippenberger que diz: “Não ter estilo é também um estilo.” Isso realmente inspira e dá-me mais liberdade.

—How would you describe your graphic style? How has this style developed over time?
Tough question! Typography is essential in my work . I think what i fear the most is having a “trademarked” style. What I like best is when something peculiar emerges from a varied body of work. I came across this Martin Kippenberger quote recently : “Having no style is also a style.” This really inspires and liberates me.

—De onde vem a tua inspiração?
De todo o lado! Mas acho que se tivesse de escolher alguma coisa, seria a música.

—Where do you get your inspiration from?
Everywhere ! But if i had to pick one it would be music.

 

—Do que se faz um bom poster?
Não faço a mínima ideia. Não teria piada se houvesse uma receita!

—What makes a poster a good poster?
I have no idea. It wouldn’t be fun if there was a recipe!

 

—O que é que para ti envolve um dia típico de trabalho?
Se um dia típico de trabalho existi-se, seria: Facebook e Twitter no metropolitano, expresso e e-mails quando chego ao estúdio, trabalhar em projectos encomendados, sair para um almoço com um cliente agradável ou um amigo, trabalhar em projectos pessoais, e bastantes e-mails e telefonemas.

—What does a typical day at work involve for you?
If a typical day of work existed, it would be : facebook and twitter in the subway, espresso and emails when I arrive at the studio, working on commissioned work, going out for a lunch with a nice client or a friend, working on personal projects, too much email and phone calls.

 

 

 

—Diz-nos qual foi o projecto de design mais emocionante que já estives-te envolvido e porquê.
Tenho trabalhado com Secousse desde o início do ano. É uma agência de arte dedicada ao mundo exótico da arte do gueto. Eles têm um incrível bar / museu / centro cultural no centro de Paris, que organiza festas em todo o mundo, têm uma editora musical e estão a trabalhar em alguns projectos ousados para os próximos meses. É sempre gratificante trabalhar num relacionamento a longo prazo, e juntos estamos a criar uma forte identidade visual para todas as suas actividades. Actualmente, também estou a trabalhar no FIGURE, um projecto editorial criado com Vicente de Hoÿm, que espero que venha a ser lançado até o final deste ano!
Fiquem atentos!

—Tell us what was the most exciting design project you ever worked on and why.
I’ve been working with Secousse since the beginning of the year. It is an art agency dedicated to the exotic world of ghetto art. They have an amazing bar/ museum / cultural center in the center of Paris, they throw parties all over the world, they have record label, and they are working on some crazy projects for the next months. It is always rewarding to work on a long term relationship, and we are building together a rich visual identity for all their activities. I’m also currently working on FIGURE, a magazine project created with Vincent de Hoÿm, which hopefully will be released by the end of this year!
Stay tuned!

 

—Obrigado por proporcionares O Fluxo com esta oportunidade de te poder entrevistar. Algumas palavras finais para os nossos leitores?
Obrigado por lerem!

—Thanks for providing O Fluxo with this opportunity to interview you. Any final thoughts for our readers?
Thank you for reading !

Entrevista por Nuno Patrício, via e-mail.
Julho, 2011.

 

 

 

CÔME de BOUCHONY.
Quicktour Page.