DANIEL EVERETT


O trabalho do norte-americano Daniel Everett resulta maioritariamente da interseção entre a exploração gráfica e a fotografia. A sua obra capta, em muitos dos casos, ambientes desolados, mas de uma forma estranha, remontam a sentimentos de esperança e optimismo. Como por exemplo na sua série “Departure” onde Daniel lida com o deslocamento e a alienação de paisagens utilitaristas modernas, ordenando um estudo e visão sobre esses espaços omnipresentes transitórios (ou não-espaços) e o nosso relacionamento com eles. Mas o aspeto que mais admirámos no seu trabalho é o de conseguir relacionar a tecnologia gráfica, algo nostálgica, com a fotografia e mesmo em alguns dos casos, não dando a menor importância a esta. Em “Building a more meaningful existence” por exemplo, Daniel utilizou um monitor de edição de gráficos de video-jogos de arcadas de modo a converter e-mails de spam em paisagens virtuais, reconfigurando a interface do editor de jogos para aceitar um teclado comum enquanto entrada de informação. Atualmente Daniel Everett vive e trabalha em Illinois, Chicago onde concluiu os seus estudos em fotografia no Art Institute of Chicago e Brigham Young University.

DANIEL EVERETT.