DRAWSWORDS

Fundador do estúdio Drawswords em Amesterdão, Rob van den Nieuwenhuizen afirma ser um dos seguidores avincados d’ O Fluxo e que pelo qual não seria demais mostrar-vos o seu extraordinário trabalho assim como dar-vos a conhecer melhor um pouco do seu percurso enquanto designer. Depois de concluir os estudos na Universidade de Eindhoven em ciências aplicadas como copywriter e concept developer no programa de design gráfico da Royal Academy of Art em Haia, Holanda, o designer gráfico Rob van den Nieuwenhuizen foi convidado como um dos dois designers para estúdio KABK. Durante o curso de um ano, concebeu com colaborações, todos os materiais impressos e sites para a Royal Academy of Art de Haia, para o  Conservatório Real e identidades das instituições museológicas e publicações para o Il Salone del Mobile in Milan, DesignEx’08 in Hong Kong e exposições de final de curso académico em algumas Universidades. Depois de terminar este projecto de um ano, Rob ergueu o seu próprio estúdio, a Drawswords, onde cria elementos como publicações, identidades e muito mais para clientes como Onomatopee, Tropenmuseum, KIT Publishers, Face Tomorrow, STEIM e MKgalerie. Para além disso, também iniciou alguns projectos da sua autoria, como as colaborações com a Langscapes, e para vários compositores, como Svarte Greiner e Machinefabriek. Atualmente ele está no processo de criação de um espaço novo, uma loja de livros incidentais em Amesterdão, juntamente com alguns amigos e, recentemente, um dos seus livros (‘Betsabeé Romero, Cars and Traces’) foi uma das selecções inseridas no programa The Best Dutch Book Designs of 2010.

Drawswords.