KATE STECIW



O trabalho de Kate Steciw não se rege apenas pelo registo fotográfico, mas sim pela sua extensão. Esta jovem artista tem um gosto em particular pela justaposição ou sobreposição de aspetos mundanos ou inesperados através da sua alteração, atribuindo-lhes um certo caracter intangível. Este aspeto permite (ou até mesmo força) a que uma fotografia possa transgredir para além do 2D e a sua aplicação enquanto instalação contribui para que as obras consigam atingir essa apreciação tridimensional de uma maneira mais obvia. Todavia, Kate Steciw tenta também demonstrar o erro do objeto fotográfico de modo a puder refletir a realidade imaterial e das demandas que o público atribui á fotografia através das suas percepções. Kate ao entregar esse mundo imaterial a um espaço limitado pela fotografia ou de superfície, justapondo-o com outros elementos, consegue elaborar uma relação entre a evolução do espaço fotográfico/ gráfico e a abstração inerente a todos os indícios fotográficos.

KATE STECIW.