PESTROGRAPHIQUE/ INTERVIEW



—Podes introduzir-te e dizer-nos como e porquê que te iniciaste neste área.
Olá, o meu nome é Filip Matějíček. Sou um designer gráfico checo que actualmente vive e trabalha em Praga como freelance designer. A minha primeira experiência com o design gráfico advém de quando eu estudava na escola superior técnica. Naquela época, fiz break dance, o qual estava de mãos dadas com a cultura graffiti. E eu fazia parte dessa cultura. Para mim foi uma fonte de informação, inspiração e suscitou inúmeras discussões com os meus amigos. Eu diria que, para mim,  foi o ponto de partida e para a minha próxima etapa. Alguns dos meus amigos estudavam design gráfico ao mesmo tempo. Então nós conversávamos muito sobre isso. Basicamente, este foi o impulso para estudar design gráfico como estudos adicionais. Era o que tinha mais haver comigo. Na faculdade estava focado apenas em design e tudo o que eu fazia de extra, dissipava-se.

—Please introduce yourself and tell us how and why you got started in the field.
Hi, my name is Filip Matějíček. I am a  Czech graphic designer currently living and working in Prague as a freelance designer. My very first experience with the graphic design came when I was studying at technical high school. At that time I did break dancing, which went hand in hand with the graffiti culture. And I was a part of this culture. It was source of information, inspiration for me and it opened lots of discussions with my friends. I would say that it was the starting point for me and  for my next creation. Some of my friends already studied graphic design at the time. So we talked about it a lot. Basically, this was the impulse for me to study graphic design as further studies. It was closest to me. At the College I was focused only at the design and everything else what I usually did went away.

—De acordo com a tua perspectiva, quais dirias que são os aspectos positivos e negativos em ser um designer em freelance?
Ser um freelancer para mim significa ser uma equipa de várias pessoas. Para alguns, pode ser um desafio, mas sinto-me satisfeito com isso. Reflectindo e planeando tudo à minha maneira, influência o processo do começo ao fim. Para mim esse aspecto significa liberdade. Nisso eu vejo os benefícios. No entanto, acho que o isolamento seja uma desvantagem. Numa situação que eu não saiba resolver de todo e que não tenha ninguém a quem perguntar, tenho que encontrar a resposta por mim mesmo. Isso rouba-me bastante tempo.

—From your perspective what would you say are some positives and negatives of being a freelance designer?
Being a freelancer means for me to be a one person team. For someone, it could be challenging, but I’m satisfied with it. Thinking about it and planning things by my own way and, influence the process from beginning to end. It means a freedom for me. In this I see the benefits. However I find as a disadvantage the isolation. In a situation when I don’t know anything, I have nobody to ask and I have to find the answer by myself. It takes me quiet a lot of time.

—Menciona alguns dos teus momentos favoritos na tua carreira.
A minha carreira não é assim tão longa. O meu momento favorito é quando um projecto está completo e todos ficam satisfeitos, quando o meu cliente confia em mim e acredita em minhas habilidades. Dessa forma posso realizar as coisas à minha maneira. Congratulo-me também quando alguém se mostra interessado no meu trabalho. Sempre quando alguém me contacta para uma colaboração em algum projecto ou para me mencionar algum lugar. O meu verdadeiro momento favorito é quando tenho um tempo para meus projectos pessoais.

 

—Point out some of your favorite moments in your career.
My career doesn’t last so long. My favourite moment is when the project is complete and everyone is satisfied, when my client trusts me and believes in my skills. Then I can do things by my way. I am also pleased when someone is interested in my work. Everytime when someone addresses me to collaborate on a project or mention me somewhere. And my really favourite moment is when I have got a time for my own projects.

—Durante a tua infância, o que tencionavas vir
a ser?

Eu lembro-me que na minha infância queria ser um piloto de combate. Essa ideia manteve-se durante muito tempo. E quando era mais velho, queria ser um locutor de rádio. Mas não aquele indivíduo, que relata o tempo ou o desporto.

—In your childhood, what did you intended to be?
I can remember that In my childhood I wanted to be a fighter pilot. This idea held me long time. And when I was older I wanted to be a broadcaster in a radio. But not that guy who reports the weather or sport.

—O que é que te influência enquanto designer?
Como designer eu sou naturalmente influenciado pelo o que se encontra à minha volta, do ambiente onde eu moro e que com o qual eu quero comunicar. São inúmeras coisas que vejo e ouço todos os dias que se reflectem na minha abordagem para o design.

—What influences you as a designer?
As a designer I’m naturally influenced by the surroundings and environment where I live and which I want to communicate with. It’s a lot of things I see and hear every day which are reflected in my approach to the design.

—O que é que te mete mais medo?
Sentir-me-ia especialmente assustado com a falta do meu inalador para asma.

—What fears you most?
I’m especially frightened by lack of my asthma inhaler.

 

—Se pudesses recuar no tempo, o que terias feito de diferente?
Eu acho que estou em constante evolução, ainda estou a aprender coisas novas e vou continuar assim. É um processo interminável. Então, se eu tivesse que alterar algo no passado, não teria qualquer efeito específico no meu trabalho. Só iria salvar o meu tempo. As coisas seguem uma progressão natural e eu não faria nada diferente.

—If you could go back in time, would you do something differently?
I think I’m constantly evolving, I’m still learning new things and I will. It is a neverending process. So, If I had changed something in the past it hadn’t had any specific effect on my work. It could only save my time. Things go by a natural progression as they go and I wouldn’t do anything differently.

—Podes partilhar de algum concelho para pessoas que se querem envolver em design gráfico?
Nunca se sabe o que pode acontecer neste área. Por isso, enquanto designer, tens que ser responsável por tudo aquilo que fazes. Portanto, sê paciente e produz com o intuito de alcançar os cem por cento.

—Could you give some advice for people who want to engage in graphic design?
The thing is you never know what will happen in this field. So as a designer you have to be responsible for everything what you do. So be patient and do it for one hundred percent.

—Obrigado por proporcionares O Fluxo com esta oportunidade de te poder entrevistar. Algumas palavras finais para os nossos leitores?
“Stay calm and carry on.”

—Thanks for providing O Fluxo with this opportunity to interview you. Any final thoughts for our readers?
“Stay calm and carry on.”

Entrevista por Nuno Patrício, via e-mail.
Junho, 2011.

 

 

 

 

 

 

 

 

PESTROGRAPHIQUE.
Facebook.